Cavalo branco

Somos de uma geração que cresceu vendo filmes da Disney, onde sempre a mocinha era resgatada pelo seu príncipe encantado.

Toda mulher espera um cavalheiro chegar montado em um cavalo branco, e resgatá-la de sua prisão.
Prisão que por sua vez, pode ser inventada. Mas ainda assim, completamente real.

Não me culpe se racionalizo, e invento amarras, distorço realidades, para parecer mais donzela, mais vítima.

É a minha forma de me proteger do lobo mau, da hostilidade, do caçador, das dificuldades que as pessoas insistem em chamar de vida adulta. É meu jeito de transformar o que eu não sei se eu conseguiria, em um impedimento externo.

Todos temos limitações, medos, mas acho que o meu maior impedimento atualmente é o medo de tentar ser feliz, e a possibilidade de dar errado, me trava a garganta.

Sempre sonhei em ter uma casa grande, uma cerca pintada de branco, e um cachorro grande. Atualmente, adiciono a esse sonho, um jardim florido, e uma horta no quintal.

O problema desse sonho, meu caro, é o fato de nunca ter imaginado como – e com quem -, seria a vida dentro dessa casa.

E hoje, me pergunto, se esse sonho um dia se tornará realidade.

Colheitadeira de azeitona

Um belo dia a nossa oliveira está feliz e contente, tomando sol, sentindo o vento, e claro, dando frutos. Só que, para o azar de nossa oliveira, infelizmente, esse é o dia da colheita.

Então, a nossa pobre oliveira, é violada, remexem todas suas folhas. Eles arrancam – sem nem mesmo ela saber de onde ‘eles’ vem – todos os seus frutos.

A colheitadeira passa, e a deixa praticamente inteira. Faltando algumas folhinhas é verdade, meio descabelada, mas sem o mais importante: Seus frutos. Que demoraram cerca de um ano para crescer, e nem maduros estavam.

Quem olha de longe, sem entender do assunto, acha que está tudo bem com a nossa querida oliveira. Mas só ela sabe o tamanho da dor que ela está sentindo. O quanto sua intimidade foi remexida.

Ela continua tomando sol, sentindo o vento. Mas ela está diferente. Novamente ela precisa encontrar forças para recomeçar a dar frutos.

A questão meu amigo, é se a cada vez que ela precisa retomar, conseguirá ter o mesmo desempenho que a tentativa anterior de amadurecer seus frutos.

Como um homem deveria tratar uma mulher

Tenho apenas um exemplar em casa, que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém.

Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro.

Beijos matinais e um ‘eu te amo’ no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Flores também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.

Respeite a natureza. Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia.

Não faça sombra sobre ela. Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.
Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar.

O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo.

É, meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay. Só tem mulher quem pode!

Luiz Fernando Veríssimo

Tempo verbal

Eu poderia dizer que sinto sua falta, falta da sua voz, de seu toque, de quando você sorri e diz “Sensacional”…

Poderia dizer que se você me chamasse hoje, eu iria sem pestanejar.

Talvez, diria que você é tudo o que eu esperava – ou iria até mais longe -, e te desejaria pro resto da vida.

Mas veja, tudo é no ‘futuro do pretérito’.

Por você, eu conjugaria todos os verbos corretamente. Pontuaria todos os meus pensamentos. Uniria o travessão e a vírgula se fosse preciso, para que você não se perdesse nesse turbilhão de pensamentos que sou.

Já vai fazer um ‘bom tempo’ que todos os dias – sem exceção – eu lembro-me de você. Mas é um fato que a cada dia dói um pouco menos.

Cada dia eu tenho menos coragem… E é melhor parar por aqui, me falta ousadia.

http://www.youtube.com/watch?v=uLQCKVQBm_c