Cavalo branco

Somos de uma geração que cresceu vendo filmes da Disney, onde sempre a mocinha era resgatada pelo seu príncipe encantado.

Toda mulher espera um cavalheiro chegar montado em um cavalo branco, e resgatá-la de sua prisão.
Prisão que por sua vez, pode ser inventada. Mas ainda assim, completamente real.

Não me culpe se racionalizo, e invento amarras, distorço realidades, para parecer mais donzela, mais vítima.

É a minha forma de me proteger do lobo mau, da hostilidade, do caçador, das dificuldades que as pessoas insistem em chamar de vida adulta. É meu jeito de transformar o que eu não sei se eu conseguiria, em um impedimento externo.

Todos temos limitações, medos, mas acho que o meu maior impedimento atualmente é o medo de tentar ser feliz, e a possibilidade de dar errado, me trava a garganta.

Sempre sonhei em ter uma casa grande, uma cerca pintada de branco, e um cachorro grande. Atualmente, adiciono a esse sonho, um jardim florido, e uma horta no quintal.

O problema desse sonho, meu caro, é o fato de nunca ter imaginado como – e com quem -, seria a vida dentro dessa casa.

E hoje, me pergunto, se esse sonho um dia se tornará realidade.