Colheitadeira de azeitona

Um belo dia a nossa oliveira está feliz e contente, tomando sol, sentindo o vento, e claro, dando frutos. Só que, para o azar de nossa oliveira, infelizmente, esse é o dia da colheita.

Então, a nossa pobre oliveira, é violada, remexem todas suas folhas. Eles arrancam – sem nem mesmo ela saber de onde ‘eles’ vem – todos os seus frutos.

A colheitadeira passa, e a deixa praticamente inteira. Faltando algumas folhinhas é verdade, meio descabelada, mas sem o mais importante: Seus frutos. Que demoraram cerca de um ano para crescer, e nem maduros estavam.

Quem olha de longe, sem entender do assunto, acha que está tudo bem com a nossa querida oliveira. Mas só ela sabe o tamanho da dor que ela está sentindo. O quanto sua intimidade foi remexida.

Ela continua tomando sol, sentindo o vento. Mas ela está diferente. Novamente ela precisa encontrar forças para recomeçar a dar frutos.

A questão meu amigo, é se a cada vez que ela precisa retomar, conseguirá ter o mesmo desempenho que a tentativa anterior de amadurecer seus frutos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>